Writing a Comic Strip

Writing a Comic Strip: eu autor(a) – em língua inglesa


De onde surgiu o projeto?

O projeto Writing a Comic Strip foi realizado no período em que atuei como professor substituto de Língua Inglesa no Colégio de Aplicação da UFRGS, em 2019. Nesse projeto, as habilidades desenvolvidas em aula foram mobilizadas para ler e produzir tirinhas: os e as estudantes experimentaram a posição de autoria em língua inglesa. O projeto foi realizado com a turma de Língua Inglesa do 7º ano do CAp UFRGS, que era composta por oito estudantes.


Como o projeto se desenvolveu?

O processo de construção das obras foi organizado em um Diário de Criação, uma espécie de caderno onde os e as estudantes produziam as tirinhas, escreviam informações sobre o universo dos personagens e planejavam a publicação de um livro com sua coleção de tirinhas. Em aula, a turma escrevia os textos em meio a diversas tarefas comunicativas em língua inglesa. Dos rascunhos às versões finais das produções, passamos por momentos de assessoramento conjunto e revisão dos textos. Quando as tirinhas estavam prontas, organizamos uma exposição na escola e uma divulgação virtual do material. Este foi o texto que criamos para apresentar o projeto:

O projeto "Writing a Comic Strip", proposto pelo professor Samuel Oliveira, foi criado com os estudantes de Língua Inglesa do 7º ano do Colégio de Aplicação da UFRGS.

Tudo começou quando o sor Samuel nos apresentou algumas tirinhas de "Calvin and Hobbes", de Bill Watterson. Elas serviram de inspiração para a criação das nossas próprias comic strips.

Para produzir nossas comic strips, seguimos um caminho estruturado em um Diário de Criação (carinhosamente apelidado de "livrinho").

Quer entender como isso aconteceu?

Conheça nossas comic strips e descubra como foi nosso processo criativo!

Carousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel image

Compartilhando propostas pedagógicas

Caso você queira trabalhar com o Diário de Criação, você pode clicar aqui para fazer download do material que elaborei. Para que o diário seja impresso corretamente, você precisa selecionar a opção “livreto” nas configurações da impressão. Depois, basta dobrar as folhas ao meio e grampeá-las (se você tiver um grampeador suficientemente grande em casa) ou costurá-las. Pronto!

Se você utilizar este diário com sua turma, ou se adaptar a ideia para seu contexto e seus interesses como professor(a), eu vou adorar saber como foi! Se você quiser me contar, ou conversar comigo sobre, entre em contato.


Publicação: 07/04/2021.